Categorias
Clipping

Pandemia: Rede Comunitária de Bayeux combate violência contra a mulher

Com o isolamento social, devido à pandemia, inevitavelmente, as pessoas ficam muito mais tempo dentro de casa do que em período normal. Com isso, vem aumentando os casos de violência contra as mulheres. Pensando em amenizar essa problemática, a Rede Comunitária do Mario Andreazza, que aborda várias temáticas sobre as violências, tem atuado no enfrentamento à violência contra a mulher, fazendo o monitoramento dos casos de violência no município de Bayeux, neste período de pandemia do coronavírus.

A Rede é composta por vários órgãos públicos e organizações da sociedade civil. Para realizar esse monitoramento da violência contra a mulher, foi formada uma comissão com os representantes: Serviço Pastoral dos Migrantes do Nordeste; Centro de Mulheres Jardins da Esperança; Polícia Militar; Ministério Público da Paraíba, através da Promotoria de Defesa da Mulher; Comissão de Direitos Humanos, da OAB; Secretaria Municipal de Políticas Públicas para a Mulher e Guarda Civil Municipal, ambas de Bayeux.

Para a Educadora Social, do Serviço Pastoral dos Migrantes do Nordeste, Anne Suellen, o foco da Rede é discutir as problemáticas existentes na comunidade, entre elas, a violência. “Para que isso aconteça, é necessário que os participantes, diretos e indiretos, estejam abertos para desconstruírem contextos e atuarem juntos buscando a unidade de suas ações. Participar de uma Rede é possibilitar que cada órgão desenvolva suas ações, de acordo com a sua missão, mas, construindo, coletivamente, estratégias para mitigar a violência que a comunidade sofre”, declarou.

Fonte: FatosPB www.fatospb.com.br